Report
Empreendedorismo

Primeira Maratona de Ideias prepara jovens para aceleração de carreiras

Andrade Lino
25/7/2017

Andrade Lino

Andrade Lino é redator e fotógrafo do Canal ONgoma. Com uma forte sensibilidade artísica, nas artes visuais e música, concilia o trabalho com o curso superior de Língua Portuguesa e Comunicação.

Foto por:
Andrade Lino

No âmbito do Startup Challenge 2017, a Hedging Consult realizou, neste último sábado, no Memorial António Agostinho Neto, a primeira edição da Maratona de Ideias, um encontro que reuniu estudantes, docentes universitários, empresários e outras entidades num programa de capacitação, desenvolvimento pessoal e modelagem de negócios.

De acordo com a administradora da Hedging Consult, Anabela Miranda, a actividade remata a primeira fase do Startup Challenge 2017, que decorre em três fases, essa primeira denominada Aceleração de Carreiras, onde, durante um período de seis horas, os participantes são induzidos a trabalhar, gerar, e aproveitar as próprias ideias e competências individuais, por meio de palestras, mini-cursos e agrupamentos de coaching, conforme o interesse de cada um.

“O objectivo é obrigar as pessoas a pensarem fora da caixa, para que possam abrir a mente para as outras formas de fazer negócio e ajudá-las a melhorar a sua própria performance”, referiu Anabela Miranda.

“Acabámos surpreendidos porque desenhámos todo esse percurso muito direccionado às academias e para os alunos, mas verificámos que, de facto, ao contrario das pessoas que já estão no mercado de trabalho e sentem que se calhar não estão à altura de desenvolverem seus projectos, os alunos, embora tenham um interesse muito grande em desenvolver competências, estão focados apenas em terminar a licenciatura. Então, este é um período em que trabalhamos a competências individuais, desde criatividade e modelos muito específicos de gestão de projectos”, explicou.

Entretanto, Érika Gonzaga, responsável pelo agrupamento de Relações Públicas e formada na área, revelou ter ficado bastante lisonjeada com o convite que lhe foi feito.

“Gosto de participar de iniciativas como esta, porque, para mim, o conhecimento é poder e poder é educação, pois acredito que todo mundo que tem acesso à educação não pode ser detido, sendo que consegue ter um pensamento crítico, pensar em novas oportunidades e novas formas de fazer as coisas”, afirmou.

“Pretendemos fazer uma outra Maratona de Ideias, em finais de Setembro e início de Outubro, que vai rematar a segunda fase, a Incubação, onde as próprias ideias, uma vez geradas e formadas, vão ser optimizadas. Ou seja, serão tornadas projectos e esses projectos vão ser exibidos  na fase final do Challenge, em Novembro”, informou Anabela Miranda.

Na visão da profissional, “as pessoas que não conseguem alcançar nenhum nível na carreira deveriam voltar-se para projectos como esse, porque é desses que saem grandes talentos, jovens capazes de  criar negócios e serem bons profissionais nas empresas”.  

Gabriela Texeira, nutricionista e participante, por sua vez, afirmou que o evento é muito interessante e válido, numa época em que se fala muito de crise e desemprego. “Temos que começar a pensar em maneiras de empreender e incentivar jovens e adultos nos seus trabalhos. Para nós que temos mil ideias mas também medo de arriscar, esse foi um grande evento motivacional e oportuno para fazermos contactos”, afirmou.

Para Anabela Miranda, a Maratona de Ideias é só uma fase de trabalho para o Startup Challenge.

“Pretendemos fazer uma outra Maratona de Ideias, em finais de Setembro e início de Outubro, que vai rematar a segunda fase, a Incubação, onde as próprias ideias, uma vez geradas e formadas, vão ser optimizadas. Ou seja, serão tornadas projectos e esses projectos vão ser exibidos  na fase final do Challenge, em Novembro”, informou.

O encontro contou com um momento de networking que permitiu entre os presentes estabelecer uma rede de contactos e trocar ideias de negócio.