News Summary
Comércio

Empreendedor português cria aplicação para chamar vendedores de bola de Berlim em praias

Redacção
1/8/2017

Redacção

Foto por:
Direitos Reservados

Ignacio Correia, empreendedor português, é o mentor da aplicação “Bolinhas”, lançada em Julho nas praias do Algarve,  em  Portugal, e quer expandir o projecto este ano para a Argentina e o Brasil, depois de em menos de um mês se terem registado oito mil “downloads” em todo o mundo, informou o Dinheiro Vivo.

“Queremos ainda este ano abrir na próxima época balnear no Brasil e na Argentina”, países onde o verão começa em Dezembro, disse à Lusa Ignacio Correia, que já sabe que as bolas de berlim no Brasil se chamam sonhos e que na Argentina o que se vende mais são os churros com doce de leite.

Ignacio Correia, de 31 anos, em entrevista à Lusa, revelou que teve a ideia há quatro anos, quando estava com o irmão na praia, com vontade de comerem uma bola de berlim, mas sem vendedores por perto. Lembraram-se então de como poderia ser útil haver uma aplicação que permitisse chamar até si um vendedor. Este ano, Ignacio decidiu passar à acção e em poucos meses, com a ajuda de dois estagiários, através do centro de competências da Algardata, empresa de “software” algarvia da qual é um dos administradores, nasceu a “Bolinhas”.

Em aproximadamente um mês – a aplicação foi lançada a 1 de Julho –  “Bolinhas” foi descarregada 8.000 vezes, na sua maioria por clientes, pois a plataforma ainda tem apenas 200 vendedores inscritos, 120 dos quais no Algarve, presentes em dez praias, explica o ‘designer’ de comunicação.

Em Portugal, a aplicação já tem cobertura em praticamente todo o país, embora já tenha sido descarregada um pouco por todo o mundo: desde o Canadá, aos Estados Unidos da América, França, Luxemburgo, Brasil, Argentina ou Angola.